NOTÍCIAS

O que faz a Blockchain ser tão segura?

O que faz a Blockchain ser tão segura?

No universo cripto, ainda mais para quem está entrando nesse mundo agora é muito comum dizermos que o Bitcoin e a tecnologia Blockchain são seguros. Mas você já parou para pensar porque isso acontece? Neste artigo vamos falar sobre alguns pontos para que você entenda o que faz a blockchain ser tão segura e atrair a atenção cada vez maior de diversas empresas - sobretudo financeiras - ao redor do mundo.

 

O primeiro ponto é: Bitcoin e Blockchain são duas coisas diferentes, embora tenham nascido “juntas”, quando da divulgação do protocolo original do Bitcoin, divulgado pelo Satoshi Nakamoto. Bitcoin é a moeda, o ativo financeiro. Blockchain é a rede, a tecnologia que registra as transações do Bitcoin e das outros criptos. E cada cripto possui a sua própria blockchain. Neste artigo vamos usar o Bitcoin como referência, mas o conceito se aplica de forma geral.

 

Todo indivíduo que compra um Bitcoin em sua carteira virtual automaticamente recebe a sua própria identificação. Essa identificação é única, e funciona como uma espécie de “documento” virtual intransferível, que demonstra quem é a pessoa que está do outro lado da tela (note que essas informações são privadas e de difícil acesso).

 

Quando duas pessoas efetuam uma transação, ela se torna organizada em forma de “blocos” de dados (ou informação), e em seguida o sistema avalia a autenticidade dos registros de ambas as partes.

 

De maneira simplificada, o próprio sistema avalia por meio da rede, se os dados conferem. Somente após essa validação que todo o processo de transferência acontece.

 

A rede é descentralizada, ou seja, não há um órgão regulador, como o Banco Central por exemplo, que valida a autenticidade das transações. Qualquer usuário no mundo pode, se quiser, “emprestar” o seu poder computacional, para ser um validador da rede do Bitcoin (o chamado “full node).

 

No sistema de corrente de blocos (ou Blockchain), toda a rede precisa estar em consenso com as informações registradas e não é´possível alterar alguma informação registrada na rede - seja financeira ou um registro de autenticidade., por exemplo. Até hoje, não foi registrada nenhuma invasão à rede ou que algum Bitcoin tenha sido gasto mais de uma vez - o chamado double spend, ou gasto duplo.

 

Toda essa descentralização e segurança faz com que a tecnologia Blockchain seja cada vez mais estudada e aplicada.

Mais notícias