NOTÍCIAS

Como acontece a precificação das criptomoedas

Como acontece a precificação das criptomoedas

Quando falamos sobre criptomoedas, muitas pessoas tem receio em usá-las devido ao desconhecimento sobre o tema.

Uma das perguntas mais frequentes é com relação ao valor. Afinal, como o preço de uma criptomoeda é calculado?

Para ajudá-lo a explicar a questão, vamos mostrar 4 pontos importantes de como a precificação funciona, usando como exemplo a criptomoeda mais conhecida do mercado: o Bitcoin. 

 

A lei da oferta e procura
Assim como em qualquer mercado, a lei da oferta e demanda interfere no valor das criptomoedas.
Usando o Bitcoin como exemplo, a lógica é simples: a produção é limitada, sendo estipulada em aproximadamente 21 milhões de moedas, sendo que mais da metade já estão no mercado. Estima-se que por volta do ano 2120, a mineração dos Bitcoins se encerra por completo. Dessa forma, a procura pela moeda se modifica de acordo com o período e a situação do mercado e a valorização ou a desvalorização da moeda se dá, também, a partir dessas oscilações.

Aceitação no mercado
Seguindo com nosso exemplo, o valor dos Bitcoins é influenciado, também, pela sua aceitação nos mercados. Antigamente, a moeda digital era pouco conhecida e usada. Porém, nos últimos anos, ela vem sendo cada vez mais aceita pelos mais diversos meios de compra e venda de serviços e até mesmo como forma de investimento. Com isso, o Bitcoin se tornou popular o que fez com que ele se valorizasse.

O aumento do número de carteiras digitais
Atualmente, existem múltiplas carteiras digitais disponíveis no mercado. Com o aumento deste número é possível ter uma ideia de que mais pessoas estão usando as criptomoedas, fazendo com que a cotação aumente devido a procura. Mesmo sabendo que você pode ter quantas carteiras quiser, a atividade da rede pode mostrar uma maior ou menor movimentação no mercado e possíveis oscilações no preço das criptomoedas.

O papel do mercado mundial
Apesar do Bitcoin e as demais criptomoedas serem independentes dos governos, elas não estão alheias às leis de mercado mundial. Seus valores também diferem conforme a atuação e a situação do panorama financeiro.
Em momentos de crise, com valorização e desvalorização brusca de moedas estrangeiras, as criptomoedas podem também sofrer alguma interferência na sua cotação. Episódios como a crise entre os mercados da China e dos Estados Unidos causam mudanças na cotação do Bitcoin, por exemplo. Assim, a economia mundial também é um fator importante na hora de determinar essa quantia.


O aumento ou a queda na procura e o consequente aumento ou diminuição do seu mercado causam interferência no preço das criptomoedas. No entanto, há maneiras de diminuir esse impacto. A melhor delas é estudar o histórico de cada criptomoeda ativa no mercado. Assim, você poderá saber quando investir e quando resgatar o seu dinheiro.


Conheça mais em:

Facebook: fb.com/lunesplatform

Instagram: instagram.com/lunesplatform

Twitter: twitter.com/LunesPlatform

Telegram News: t.me/LunesNews

Telegram Português: t.me/LunesPlatformPT

Telegram Inglês: t.me/LunesPlatformEN

Telegram Espanhol: t.me/EspanolLunes

Telegram Francês: t.me/LunesFrancais

Discord: discordapp.com/invite/2zpywNW

Mais notícias